Samba e amor

Foi um rio que passou em minha vida, Paulinho da Viola

Eu gostava era de um dia de Carnaval assim, sentadinha naquela mesa aos quadradinhos azul e branca, de malguinha de verde tinto numa mão e pandeireta na outra…laiáaaaaa laiáaaaaaaaaa laiáaaaaaaaa laiáaaaaa

E, para contrariar o período de afastamento dos “prazeres da carne”, aqui fica uma das bonitas histórias de amor de Chico Buarque, que vai bem com a época festiva:

Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito sono de manhã
Escuto a correria da cidade,
que arde
E apressa o dia de amanhã

De madrugada a gente ainda se ama
E a fábrica começa a buzinar
O trânsito contorna a nossa cama,
reclama
Do nosso eterno espreguiçar

No colo da benvinda companheira
No corpo do bendito violão
Eu faço samba e amor a noite inteira
Não tenho a quem prestar satisfação

Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito mais o que fazer
Escuto a correria da cidade,
que alarde
Será que é tão difícil amanhecer

Não sei se preguiçoso, ou se covarde
Debaixo do meu cobertor de lã
Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito sono de manhã.

*Chico Buarque de Holanda*

Anúncios

One thought on “Samba e amor

  1. Shiva

    E vai q eu tava ctg nessa mesinha..de vestidinho fresco …a dar largas à minha veia de cantora brasileira…ai meu deus…..mas como de momento num posso dar-lhe no tintol..ficava-me plo sumol…só pra rimar…e neste carnaval é d lembrar o bom e abençoado cartola…pr´além, claro, do paulinho, do chico, do vinícius e do tom…e prontossss….!!! bjão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s